segunda, 16 de julho de 2018
SIGA-NOS

Vereadores campinenses saem em defesa de Vené e acusam: “CPI foi um palanque político”



Publicado em quinta-feira, fevereiro 18, 2016 · Comentar 

vereadores-CGVereadores oposicionistas de Campina Grande, usaram ontem a tribuna da Casa de Félix Araújo para protestar contra o resultado da CPI do Tesoureiro. Segundo os parlamentares Anderson Maia (PSB), Murilo Galdino (PSB) e Napoleão Maracajá (PCdoB) a comissão teve um caráter iminentemente político para atacar a imagem do deputado federal Veneziano Vital, pré-candidato a prefeito.

Para eles, a comissão foi um palanque político, para atacar a imagem do deputado federal Veneziano Vital, pré-candidato a prefeito. De acordo com o líder da bancada de oposição, Anderson Maia (PSB), a CPI teve cunho político, pois limitou-se a atingir Veneziano Vital, pré-candidato a prefeito, deixando de lado a denúncia do ex-tesoureiro da prefeitura Rennan Trajano de que vereadores receberam dinheiro para votar a favor de projetos do Executivo. “Foi uma CPI extremamente duvidosa porque ela deveria pontuar essa questão do mensalinho e, na verdade, deixou de lado”, criticou Maia.

Tal posição foi seguida pelo vereador Murilo Galdino (PSB).“Não tenho dúvidas de que essa é uma CPI política. Todos esses dados já estavam com o Ministério Público, estão na Justiça”. Embora não tenha acompanhado de perto os trabalhos da CPI, Napoleão Maracajá (PCdoB) afirmou que “a CPI tem um verniz político”.

Da Redação
Do ExpressoPB

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48