sexta, 21 de setembro de 2018
SIGA-NOS

Lira pede paz no carnaval e lembra projeto de sua autoria para combater mortes no trânsito causadas por embriaguez e rachas



Publicado em segunda-feira, fevereiro 8, 2016 · Comentar 

Lira_Entrevista6Autor de projetos que visam combater a violência e garantir segurança no trânsito, o senador Raimundo Lira (PMDB-PB) pediu aos paraibanos que brinquem o carnaval em clima de paz, harmonia e sem exageros. Ele fez um alerta e um apelo a todos os foliões para que não deixem que a festa termine de forma triste.

O senador disse que o carnaval é uma festa enraizada na cultura do brasileiro, mas que precisa ser vivida com equilíbrio e sem excessos. Ele lembrou que, mesmo em meio a adversidades – como a escassez de água e o crescimento de doenças causadas pelo Aedes Aegypti – algumas cidades da Paraíba mantiveram suas festas de carnaval.

Uma das preocupações do senador é com a violência no trânsito que, nessa época do ano, cresce e faz muitas vítimas, devido ao consumo de bebidas alcoólicas por pessoas que, depois, dirigem seus carros e motos. Por isso, Lira procurou conscientizar os paraibanos, pedindo a todos para evitar dirigir após a ingestão de bebidas.

Para o senador, no meio de tanta festa e tanta diversão, o aumento no número de acidentes de trânsito nas estradas e nas cidades preocupa a todos. Segundo Lira, o que se percebe é que, na maioria das vezes, os acidentes poderiam ter sido evitados com um pouco mais de cuidado e prudência por parte dos motoristas.

Nesse sentido, Lira reconhece que o carnaval é um momento de festa e folia e, devido ao grande fluxo de veículos nas rodovias, é preciso ter atenção redobrada no trânsito.

Projeto de Lei – Raimundo Lira é autor de um projeto de lei com o objetivo de reduzir as mortes no trânsito causadas por motoristas embriagados, aumentando a pena para esse delito. Ele lembrou que é cada vez maior o número de acidentes de trânsito fatais causados em razão da embriaguez e da imprudência de motoristas.

“São trabalhadores, pais e mães de família, jovens que, frequentemente, têm suas vidas ceifadas precocemente, em razão da irresponsabilidade de motoristas que insistem em conduzir seus veículos, mesmo após ingerirem elevadas quantidades de álcool, ou em participar de rachas, colocando em risco a vida de pedestres e de outros condutores. É preciso dar uma basta a esta situação, vamos fazer um trabalho no sentido de dar tranquilidade ao povo brasileiro”, justificou Raimundo Lira.

O senador ressaltou que a maior função do Código Penal e do Código de Processo Penal é inibir a decisão do crime. Na sua opinião, se a pena é pesada e o indivíduo sabe que pode ir para a prisão, não vai cometer o crime porque a lei teve o papel de inibir a sua decisão. Ele ressaltou que em todos os países em que a criminalidade é baixa é porque as leis são rígidas, feitas para inibir o crime.

Lira lamentou que as sanções administrativas e penais não têm sido suficientes para desestimular e prevenir os crimes cometidos na direção de veículo, quando o motorista está sob efeito de álcool ou de outras substâncias psicoativas, ou participa de disputa automobilística não autorizada, ou seja, clandestina, os chamados “rachas”.

Raimundo Lira também manifestou preocupação com a grande quantidade de lixo produzido durante os dias de folia. Garrafas plásticas, latas e outros materiais sujam nossas praias e entopem os bueiros, consequentemente aumentando os riscos de enchentes. Ele alertou que esses depósitos podem se transformar em criadouros do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Da Redação
Com Assessoria

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48