terça, 18 de dezembro de 2018
SIGA-NOS

RC comenta sobre assassinato de tenente e rebate críticos: ‘São almas pequenas’



Publicado em sexta-feira, fevereiro 5, 2016 · Comentar 

RC-EntrevistaNessa sexta (05) o governador Ricardo Coutinho comentou caso do tenente da Polícia Militar que foi morto pelas costas durante ronda. Além do pesar, Ricardo fala sobre as críticas que culpavam o governo estadual pela morte.

O governador mostrou imenso pesar pelo falecimento do tenente. “Tive a oportunidade de ter seu auxilio como um dos responsáveis pela minha segurança, enquanto governador.   Quero abraçar solidariamente os pais do tenente, não tenho como saber, mas imagino a dor de um pai e uma mãe que perdem um filho dessa forma. Quero também me solidarizar com toda a Polícia Militar nesse momento”, disse o governador

Ricardo Coutinho também pediu penas mais duras em casos como o do Tenente Ulisses: “É preciso tratar de forma dura. Não podemos prender e depois de dois anos o indivíduo está livre para matar novamente. precisamos de penas mais duras, sem redução. Para alguns casos dentro do Código Penal, como assassinato e estupro, não pode ter redução. Principalmente de se tratar de um agente público que promove a segurança. Mas isso só pode ser feito pelo congresso, pelo senado, numa esfera federal”.

Para rebater os críticos, que culparam a política de segurança estadual pelo assassinato, o governador respondeu: “São almas muito pequenas. Essa atitude incentiva a prática criminosa ao tentar politizar um crime. Se a polícia estivesse sem gasolina, ou sem armamento, eu poderia fazer alguma coisa. Esse caso foi uma fatalidade e oportunistas tentar surfar na indignação popular.”

Da Redação
Com Polêmica Paraíba

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48