ExpressoPB

Ex-vereador de Pilões, no brejo, preso acusado de tráfico de drogas repudia em nota o que chamou de ‘armação’ de adversários


Ariosmar-CandidoO sindicalista e ex-vereador  da cidade de Pilões, no brejo, Ariosmar Cândido da Cruz, detido em uma operação policial na última sexta-feira (15) repudiou através de nota encaminhada a imprensa, o que chamou de ‘armação’ contra ele por parte de seus adversários.

Leia também: Operação Avalanche cumpre 18 mandados de busca e apreensão em Pilões, no brejo; ex-vereador é preso

Na nota, Ariosmar diz que foi tratado como bandido ao ter a casa invadida pela polícia, mas confirmou ser dono de um rifle, deixado pela pai, mas negou que a maconha encontrada em sua residência fosse dele, mas de uma pessoa da família viciada.

Ariosmar Cândido é Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Pilões e em 2012 foi candidato a vice-prefeito na chapa do então prefeito, candidato a reeleição Coca Cunha.

Confira a nota na íntegra:

NOTA DE REPÚDIO

Venho por meio desta Nota repudiar a “armação” da qual fui vítima esta semana, quando de forma covarde e intencional me acusaram de ser traficante de armas e drogas, fazendo com que a Polícia invadisse a minha casa, tudo na tentativa de manchar minha imagem perante as pessoas da minha cidade, já que estou bem posicionado para a disputa das próximas eleições.

Por possuir um rifle em casa, que me foi passado por meu pai para defesa pessoal, já que hábito na zona rural, onde a segurança de nós cidadãos é precária, e, haver uma quantidade de maconha, que não era minha, e sim, de uma pessoa que tem o vício na família, fui tratado como um bandido nos laudos policiais e por parte da imprensa sensacionalista do nosso estado.

Quero, desde já, reafirmar o meu compromisso e a minha história, pautada na defesa dos direitos humanos, dos trabalhadores e dos menos favorecidos. Filho de agricultores, comecei a minha luta em defesa dos mais humildes desde pequeno, através dos Movimentos Religiosos e Sociais, quando fiz catequese, já em 1983, o curso de Direitos Humanos, ministrado pela OAB, em 1986, e entrei para a universidade para cursar Administração, na UFPB, em 1990.

A cidade de Pilões conhece a minha luta em defesa de melhores condições de vida do seu povo, através de meu trabalho enquanto vereador (2004/2008), fundador e presidente municipal do PT, fundador da Associação Comunitária do Sítio Titara, além da minha postura quando fui candidato vice-prefeito.

Não vou desistir, não vou esmorecer diante da perseguição de meus opositores, que só sabem fazer política invejosa e para o mal. Como liderança que sou, reconhecida em minha cidade, sigo em frente com o meu trabalho. Não baixarei minha cabeça e continuarei na luta pelos mais pobres e necessitados e em defesa da verdade!

Da Redação
Do ExpressoPB

Comentários

Artigos relacionados

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *